(55) 3332 1438 | 9 9128 6838

Abelhas aumentam produtividade de grãos em até 30%


"Entrevistada no programa Direto ao Ponto, diretora-executiva de associação dedicada ao inseto fala da importância dele para o agronegócio"

Publicada em: 20 de agosto de 2016 - 10:32 horas Apicultura

Abelhas aumentam produtividade de grãos em até 30%

Pesquisas científicas apontam que a convivência harmônica das abelhas e a agricultura pode render uma produtividade até 30% maior nas culturas de grãos. A informação é da diretora-executiva da Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (Abelha), Ana Assad, entrevistada do programa Direto ao Ponto desta semana.

As abelhas são importantes no processo de polinização para diversas culturas de frutas – como morango, melão, melancia. A novidade é a possível convivência harmônica do inseto com a plantação de grãos, como soja, feijão e algodão. “Se você tem uma plantação de soja, por exemplo, pode fazer um trabalho de restauração de espécies que alimentam as abelhas, ao redor da cultura”, explica Assad.

Para a diretora e também economista, os estudos científicos são a base para comprovar o valor econômico das abelhas na agricultura. Pesquisadores apontam que a presença de caixa de abelhas em plantações de soja propiciam um aumento de 10% a 30% no rendimento dos produtores.

O mesmo acontece com a canola e o algodão. “É preciso entender a importância da cadeia natural e da produção agrícola”, reitera Assad.

Outros dados da pesquisa na soja afirmam ainda que o ganho no número de vagens pode variar de 31,7% a 58,6%. Já no peso da vagem, há um ganho de 40,13%. Em número de sementes, a quantidade pode aumentar de 29,4% a 82,3%, 95,5% na viabilidade das sementes e 9% a 81% no peso das sementes.

Por outro lado, a produção de mel também é afetada positivamente pela cultura na qual o inseto faz o processo de polinização. Na entrevista, o apresentador Glauber Silveira revelou ainda que as abelhas africanas podem produzir até um quilo de mel por dia em plantações de girassol.

Assad disse, por sua vez, que as abelhas nativas também podem produzir um mel de alto teor agregado da cultura que estiverem. Como por exemplo, o mel de eucalipto ou de café.

Este é, portanto, o objetivo da associação: divulgar e incentivar a convivência harmônica com as abelhas, não só para o setor, mas para toda sociedade. Por isso, a entidade está preparando cartilhas a serem entregues nas escolas sobre o assunto. Os especialistas estão indo a campo, o site está sendo alimentado e a intenção é espalhar a ideia.

Todavia, Assad explica que, para os estudos saírem do papel, é preciso incentivar a realização de novas práticas agrícolas com assistências técnicas especializadas e fomentar a profissionalização do setor.

O que é polinização?

De acordo com a Abelha, a polinização é a transferência do pólen da estrutura reprodutiva masculina de uma flor para a feminina, para a fecundação da mesma espécie. O processo é essencial para a formação dos frutos e sementes.

As abelhas não são as únicas responsáveis pelo processo. O beija-flor, as vespas, os morcegos, o próprio vento e a água, em caso de plantas aquáticas, também são agentes polinizadores.

São mais de 1.600 espécies nativas de abelhas catalogadas no país. Destas, cerca de 240 não possuem ferrão e são excepcionais na recomposição de floras e recomposição de ecossistemas.

Fonte: Canal Rural


Veja também:

Produtos em Destaque

Escolhemos alguns produtos que possam lhe interessar. Você também pode conhecer nosso catálogo completo.

  • SEIF-160

    Centrífuga de Mel Elétrica - Controle Eletrônic...

    Veja mais
  • FEE-200

    Centrífuga de Mel Elétrica - Embreagem

    Veja mais
  • Desoperculadora Elétrica - Direita

    Desoperculadora Elétrica

    Veja mais